bolsa de valores jamaicana

Bolsa de Valores Jamaicana incluirá criptomoedas

A Bolsa de Valores Jamaicana (JSE) em breve oferecerá criptomoedas como ativos negociáveis ​​para clientes.

A empresa informou nesta terça-feira que assinou um memorando de entendimento (MoU) com a startup de blockchain Blockstation, para a criação de uma nova plataforma de negociação de ativos digitais. Embora não esteja claro quais tokens serão listados inicialmente, a plataforma está definida para entrar em operação até o final do ano.

Em entrevista, a diretora-geral da JSE, Marlene Street Forrest, disse que a oferta de criptomoedas como produtos de investimento se encaixa nas ações, títulos e outros produtos de investimento que a bolsa já oferece.

Forrest disse:

“O grande lance no final do dia é trocar tokens, o lance é contatos inteligentes, o lance é prover aquela área do mercado que gostaria deste produto, para começar a fazê-lo de maneira segura.”

A Blockstation está fornecendo a tecnologia, explicou, enquanto a infraestrutura da JSE será conectada à nova plataforma, permitindo que investidores qualificados realizem compras ou negociações.

Além de listar criptomoedas para o comércio, Street Forrest disse que a bolsa continuará a observar como a tecnologia blockchain pode beneficiar a plataforma e seus clientes, chegando a indicar que os planos da JSE podem incluir a emissão de sua própria criptografia em algum momento no futuro .

“O ambiente muda, todo o ecossistema muda, então nesse momento pode ser o caso, [embora] neste momento não seja uma discussão”, disse ela.

O co-fundador da Blockstation e desenvolvedor-chefe, Jai Waterman, disse à CoinDesk que a startup tem trabalhado com a JSE por aproximadamente seis meses para desenvolver uma versão personalizada de sua plataforma para a troca. Pedidos específicos da JSE incluíram ferramentas para rastrear a manipulação do mercado e outras necessidades regulatórias, observou ele.

“Nossa missão é fornecer um método seguro de negociar criptomoedas com corretores e bolsas de valores”, disse ele. “Estamos fornecendo à bolsa de valores a tecnologia para uma rede de corretores e repositórios, para que, de ponta a ponta, seu ciclo de vida de negociações – assim como com títulos – eles possam fazer exatamente a mesma coisa com blockchain e criptomoedas. ”

O JSE não está com pressa, no entanto, e está tomando seu tempo para garantir que o lançamento seja seguro para os investidores, explicou Street Forrest:

“Nós temos um comitê diretor projetado e formulado para olhar o produto Blockstation, para olhar a tecnologia blockchain em geral e para percorrer as fases para garantir que entendemos o que estamos nos envolvendo e também somos treinados no que Toda negociação de criptomoeda envolve “

Como tal, ela disse, a integração da cadeia de blockchain na bolsa de valores jamaicana será “gradual”.

Saiba mais: Curso para se Tornar o Trader Profissional de criptomoedas

Quer continuar recebendo essas análises e notícias? Cadastre-se de graça: clique aqui

Leia Também: E-book INÉDITO de Ethereum (ETH) da corretora FlowBTC

Quer ficar por dentro de mais conteúdo? Siga o BrBitcoin nas redes sociais:

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta