mineração criptomoeda

CVM suspende emissão de títulos para mineradora brasileira

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) suspendeu a oferta de cotas relacionadas a uma operação local de mineração de Bitcoin.

No dia 28 de Fevereiro, a CVM declarou que a empresa responsável, a HashBrasil, não estava autorizada a oferecer tal oportunidade de investimento.

 

“ Comissão de Valores Mobiliários (CVM) comunica aos participantes do mercado e ao público em geral que a empresa L. Janiszevski – Hashbrasil – ME e o Sr. Leonardo Janiszevski não estão autorizados a exercer quaisquer atividades no mercado de valores mobiliários, tendo em vista tratar-se de pessoa não registrada como emissora de valores mobiliários, e de oferta pública sem registro (ou dispensa deste) na CVM.

 

A empresa, cujo CEO se chama Leonardo Janiszevski, vinha promovendo a operação através do Site, Twitter  e Facebook. Porém, após a emissão do comunicado, que prevê multa diária de R$ 5 mil caso não haja o cumprimento da lei, a empresa emitiu em seu site oficial a suspensão da contratação de novos servidores:

 

“COMUNICADO: Devido a deliberação CVM 790, do dia 28 de fevereiro de 2018, a HashBrasil suspende a oferta de NOVAS contratações de VPS para processamento de dados temporariamente.”

 

O Brasil mais uma vez sai atrás de países que já abraçaram a mineração, como no caso da China, Suécia, e até mesmo nosso vizinho Paraguai. A medida abre precedente no país e reforça uma posição receosa dos órgãos públicos financeiros brasileiros, haja vista declaração do presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, no ano passado, na qual afirmou que achava o Bitcoin um investimento de alto risco e pouca segurança.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta