O que é o Bitcoin Cash e como ele está separando o Blockchain

O debate da escalabilidade do bitcoin parece finalmente estar se solucionando, porem alguns usuários não estão contentes com o resultado.

Após alguns anos de debate, era de se esperar que pelo menos alguns estariam saindo dessa discussão de mãos vazias. A controversa proposta de escalabilidade SegWit2x tenta remediar isso ao juntar as duas ideias – a otimização do código Segregated Witness (SegWit) e o aumento no tamanho do bloco.

Hoje, o SegWit está a poucos passos de ser ativado no bitcoin,  ainda assim alguns usuários não estão satisfeitos com o resultado

Outros que originalmente apoiavam a proposta Segwit2x parecem estar perdendo a confiança no possível aumento do tamanho do bloco e estão colocando a mão na massa para criar por conta própria sua própria versão do bitcoin – e estão fazendo isso em um curtíssimo período

No dia 1º de agosto, precisamente as 12:20 UTC, o grupo anuncia que ira se separar do Bitcoin gerando uma nova criptomoeda chamada Bitcoin Cash (BCC).

O desenvolvedor Calin Culianu, que está contribuindo para a implementação do Bitcoin Cash, é um dos usuários que não gosta do SegWit, e suspeita que outros se sentem como ele.

Culianu disse em entrevista a CoinDesk:

“Se o acordo Segwit2x falhar em implementar a parte 2x (aumento do tamanho do bloco), o que não é totalmente inesperado, e acabe se tornando basicamente o SegWit sem o 2x, muitos mineradores iriam migrar para o Bitcoin Cash.”

 

O que é o Bitcoin Cash?

Então, o que seria o Bitcoin Cash e quais suas principais diferenças em relação ao Bitcoin?

As duas principais mudanças são:

  • O tamanho do bloco do Bitcoin Cash é 8MB
  • Remove o código SegWit, o qual deve ser ativado na blockchain do bitcoin no final de agosto.

Algumas pessoas, incluindo uma parcela que apoia o projeto, chama o Bitcoin Cash de “altcoin”, um termo que geralmente esta relacionado a uma bifurcação do software que cria uma nova moeda, com seu próprio mercado.

De fato, a nova criptomoeda já está sendo negociada em um mercado aberto de futuros pelo valor de $461, o que significa que vale 18% do atual valor do Bitcoin de US$2568.

Diferente de outras altcoins, o histórico de transações do Bitcoin Cash será o mesmo do Bitcoin – pelo menos até o momento da divisão. Então, se e quando o Bitcoin Cash se separar, os usuários terão bitcoin em ambos os blockchains.

Outra diferença é que esse projeto diz que ira suportar múltiplas implementações no seu software, uma jogada que não é tão surpreendente dado que uma das maiores críticas ao software Bitcoin Core é que ele é muito dominante na rede bitcoin.

BitcoinABC é o primeiro software a implementar o protocolo do Bitcoin Cash, mas o objetivo é que tenham varias implementações.

Culiano disse que ambos Bitcoin Unlimited e Bitcoin Classis, outras implementações que buscam aumentar o tamanho do bloco do bitcoin, estão trabalhando em uma versão compatível com o Bitcoin Cash.

Esses podem estar ou não prontos para o dia 1 de Agosto.

 

Quem está envolvido?

Até agora, a maioria das companhias de bitcoin, fazendas de mineração, usuários e desenvolvedores do bitcoin parecem não estar interessado nessa proposta. Ainda assim existem alguns torcedores ansiosos.

A companhia mineradora ViaBTC, com base em Pequim, que detém 4% do poder computacional do bitcoin, claramente encabeça esse grupo.

A companhia que também opera uma exchange, se tornou a primeira a listar a criptomoeda e planeja lançar também uma nova fazenda de mineração dedicada apenas para Bitcoin Cash. (Até agora não é claro quanto dos 4% do poder computacional da mineradora irão se comprometer a apoiar a proposta.)

Ao ser questionado sobre sua crença de que o Segwit2x irá cumprir o roteiro, o CEO Haipo Yang respondeu: “Eu duvido.”

Além disso, o Bitcoin Cash vem sendo apoiado por alguns usuários que querem um aumento no tamanho do bloco e também por desenvolvedores das outras propostas como o Bitcoin Classic e o Bitcoin Unlimited.

O que pode ser mais surpreendente é quem não está envolvido.

Até mesmo antigos apoiadores, como as firmas mineradoras Bitcoin.com e Bitmain, parecem estar hesitantes em voltar a apoiar. No momento, eles se mantem comprometidos com a controversa proposta de escalabilidade Segwit2x.

A mineradora Bitmain até inspirou o Bitcoin Cash. Porém, a empresa disse que só planejava prosseguir com a mudança sob certas condições. Ainda assim, a mineradora pode apoiar ambos SegWit2x e Bitcoin Cash no futuro.

Em uma declaração pública, a Bitcoin.com disse que ira permitir aos mineradores de sua pool escolher se querem ou não minerar a token do Bitcoin Cash, a BCC.

Por enquanto, entretanto, eles irão minerar na cadeia do Segwit2x, mesmo dizendo que “irá transferir imediatamente todos os recursos para apoiar o Bitcoin Cash exclusivamente” se parte do aumento do tamanho do bloco do SegWit, planejado para acontecer daqui a 3 meses falhar.

 

Espere, mas por que?

Existem alguns motivos pelos quais usuários e mineradores possam querer se separar do bitcoin:

  • Esses usuários querem um aumento no tamanho do bloco e acreditam que o futuro da criptomoeda depende disso;
  • SegWit está para ser ativado nas próximas semanas e alguns usuários não querem isso;
  • Há a possibilidade de que o parâmetro de aumento de tamanho do bloco do Segwit2x falhe em última instância.

Essa mistura de razões ideológicas e técnicas vêm aparecendo bastante nas discussões com os usuários.

Quando questionado pela CoinDesk sobre o qual seria o objetivo do BitcoinABC, Culianu respondeu:

“Para salvar o bitcoin. Nos queremos aumentar a escala do bitcoin para que ele não morra. Ele já está um pouco doente e morrendo.”

 

O que é diferente dessa vez?

Nos últimos anos, muitas outras tentativas alegaram que iriam se separar do bitcoin, caso ganhassem apoio o suficiente daqueles que operam os computadores que garantem a segurança da rede. Mas, até agora, nenhum grupo levou esse plano muito longe.

O Bitcoin Cash parece ser único por estar atualmente comprometido com um prazo para dividir o Bitcoin em dois, e esse prazo é menor do que uma semana.

Se os mineradores e usuários realmente seguirem com a divisão, isso seria a primeira vez que uma criptomoeda se separaria do bitcoin, carregando consigo o histórico de transações do bitcoin.

Assim como esforços passados tentaram tomar o lugar do Bitcoin utilizado atualmente com um novo Bitcoin, o Bitcoin Cash segue com o mesmo objetivo, mas ele parece estar querendo esperar para ver se os usuários irão se juntar a esse esforço.

Ao invés de chamar isso de Bitcoin, a ViaBTC, bem como um grupo de empresas na China, assinou um acordo para declarar o Bitcoin Cash como uma moeda rival, e não o bitcoin verdadeiro.

Esse movimento pode configurar a divisão para acontecer mais rapidamente, dado que no passado as exchanges expressaram certa confusão sobre como lidar com uma bifurcação.

 

O que vem a seguir?

Se uma nova criptomoeda surgir de uma separação da principal rede do bitcoin, ela cravará sua marca como a primeira. Com isso, alguns usuários estão curiosos para ver o que irá acontecer.

Ainda assim, sem muito suporte dos mineradores e usuários, é provável que não cause tanto impacto assim na rede principal.

Contudo, vale a pena acompanhar se a segunda metade do Segwit2x vier a falhar. É nesse momento que talvez se possa ver um aumento no número de apoiadores.

Calianu, por exemplo, concluiu com uma nota otimista:

“Meu instinto é que o Bitcoin Cash deve surpreender a todos nós. Não é impossível que ele se torne a principal bitcoin depois de alguns meses. O espaçoso bloco de 8MB é atraente.”

 

Fonte: Coindesk.com

Enviar Comentário