Reunião SEC e CFTC: Blockchain, criptomoedas e ICOs

A comissão do comércio de futuros de commodities ” Commodity Futures Trading Commision ” (CFTC) e a comissão de valores mobiliários dos EUA ” US Securities and Exchange Commision ” (SEC) encontraram-se na manhã de 6 de Fevereiro de 2018 para discutir seus papéis em Blockchain, moedas virtuais e ICOs. No edifício do senado de Dirksen em Washington, os comitês (bancário, de habitação e de assuntos urbanos) reuniram-se em sessão aberta por cerca de 2 horas. Antes da audiência começar, depoimentos foram divulgados em nome de ambas as testemunhas.

  Os pré-depoimentos

(esses testemunhos foram divulgados em 5 de Fevereiro de 2018)

J. Christopher Giancarlo, presidente e testemunha da CFTC, expressou otimismo em seu depoimento em relação ao Blockchain / DLT, dedicando uma página e meia (Veja abaixo em potenciais benefícios) para as inúmeras formas pelas quais instituições financeiras, instituições de caridade, serviços sociais, agricultura e logística podem se beneficiar disso. Giancarlo parecia muito otimista ao permitir mais liberdades para DLT, mesmo comparando com a internet:

“Esta simples abordagem é bem reconhecida como a base regulamentar esclarecida da Internet que provocou mudanças tão profundas na sociedade humana. Durante os quase 20 anos de regulamentação “sem nenhum desespero”, uma grande quantidade de investimento foi feita na infra-estrutura da Internet. Produziu uma expansão rápida no acesso que apoiou a implantação rápida e a adoção em massa de tecnologias baseadas na Internet. As inovações baseadas na Internet revolucionaram quase todos os aspectos da vida americana, desde telecomunicações ao comércio, transporte e pesquisa e desenvolvimento. “(Sem) nenhum desespero” foi, sem dúvida, a abordagem certa para o desenvolvimento da Internet. Da mesma forma, acredito que essa é a abordagem direta e abrangente para a tecnologia Ledger. “

Apesar do seu otimismo, o presidente ainda afirmou que as moedas digitais “provavelmente exigirão uma supervisão regulamentadora mais atenta” em relação à “fraude e manipulação” Mas em sua conclusão, ele abordou que a SEC e a CFTC deveriam fazer o seu melhor para deixar espaço para o crescimento:

“Como vimos com o desenvolvimento da Internet, não podemos colocar o gênio da tecnologia de volta na garrafa. As moedas virtuais marcam uma mudança de paradigma na forma como pensamos sobre pagamentos, processos financeiros tradicionais e envolvimento na atividade econômica. Ignorar esses desenvolvimentos não os fará desaparecer, nem é uma resposta regulamentadora responsável “.

Jay Clayton , o presidente da SEC, estava um pouco menos animado com as moedas virtuais, mas também não estava negando seu papel em um ecossistema financeiro moderno.

“Para ser claro, estou muito otimista de que a evolução da tecnologia financeira ajudará a facilitar a formação de capital, oferecendo oportunidades de investimento promissoras para investidores institucionais e da “Main Street”. A partir de uma perspectiva de regulamentação financeira, esses desenvolvimentos podem nos permitir monitorar melhor as transações, participações e obrigações (incluindo exposições de crédito) e outras atividades e características do nossos mercados, facilitando assim a nossa missão regulamentadora, incluindo, principalmente, a proteção dos investidores “.

Mas ele também admitiu que ainda haviam muitas armadilhas:

“Ao mesmo tempo, independentemente da promessa desta tecnologia, aqueles que investem o seu dinheiro suado em oportunidades que se enquadram no âmbito das leis federais de valores mobiliários merecem as proteções completas concedidas ao abrigo dessas leis. Essa necessidade sempre presente surge quando o entusiasmo pela obtenção de uma peça rentável de uma nova tecnologia “antes que seja tarde demais” seja forte e amplo. Os golpistas e outros mal intencionados rezam por esse entusiasmo “.

Enquanto Giancarlo mencionou a palavra “ICO” uma vez em seu depoimento, Clayton mencionou 132 vezes.

Um recente estudo descobriu que 10% de todos as ICO foram perdidas por hacks e fraudes. O medo de Clayton é que muitos investidores não educados possam estar perdendo muito dinheiro. Ele mesmo passou a promover a recente proibição de publicidade de ICO do Facebook:

“Eu quero reconhecer que recentemente as plataformas de redes sociais restringiram a capacidade dos usuários de promover ICOs e criptomoedas em suas plataformas. Eu agradeço esse passo responsável. “

Clayton continua a louvar as inovações da DLT (Tecnologia Ledger distribuída), mais conhecida como “Blockchain”, mas esperançoso de criar alguns limites para as ICOs.

“Simplesmente disse, devemos abraçar a busca pelo avanço tecnológico, bem como novas e inovadoras técnicas para a crescimento de capital, mas não às custas dos princípios que minam nossa abordagem bem fundamentada e comprovada para proteger investidores e mercados”.

   A posição geral

Clayton mencionou que ele e Giancarlo “construíram um relacionamento forte”. Eles estão dispostos a trabalhar juntos para criar um quadro regulamentar robusto. Nos termos mais simples, parece haver um avanço gradativo que começa em ICOs, para moedas virtuais e, em seguida, para DLT. A DLT precisa da menor regulamentação e, de fato, a SEC e a CTFC parecem encorajar qualquer pessoa a querer expandir. As ICOs estão na outra extremidade, exigindo uma maior regulamentação. As moedas virtuais estão no meio, necessitando de proteção contra fraudes e manipulação de mercado.

   Depoimento de hoje

A audiência de hoje foi refrescante no sentido de que o presidente Giancarlo e o presidente Clayton ficaram entusiasmados com o potencial da tecnologia descentralizada e criptomoeda durante a audiência.

Clayton dividiu em 3 categorias: DLT, criptomoedas e ICOs. Conforme indicado nos pré-testemunhos, a CTFC estava interessada em permitir o crescimento de DLT e moedas digitais, enquanto observava atentamente os fraudadores nas ICOs.

Giancarlo estava muito otimista em seus sentimentos em relação à criptomoeda. Em sua declaração de abertura, ele disse que “devemos a essa geração respeitar o interesse em criptomoedas e punir aqueles que as perseguem”. Ele falou sobre o quão interessados estão seus filhos no mundo Bitcoin e que foi excitante vê-los tão interessados em finanças.

 Ele também mencionou o CFC Lab : A organização da CFTC para educar a Main Street em criptomoeda. Giancarlo sublinhou que a educação era a via mais importante a tomar ao acompanhar criptomoedas; a CFTC nunca realizou tanto acesso educacional quanto eles tem feito nesta área.

O senador Crapo mencionou que nem as agências têm jurisdição completa sobre moedas digitais e ICOs. Giancarlo e Clayton concordaram que “podem precisar de autoridades adicionais para regulamentar”, mas antes que eles possam concordar com isso, eles devem aprender mais sobre o mundo da criptomoeda. Clayton também abordou brevemente a questão de que a SEC não tem dinheiro suficiente para contratar mais pessoas.

Quando o senador Cotton perguntou a Giancarlo sobre o valor do Bitcoin, Giancarlo respondeu com “Se não houvesse Bitcoin, não haveria DLT “. Ambos, Clayton e Giancarlo sabem que as criptomoedas são importantes para o desenvolvimento de DLT, e querem que a tecnologia cresça sem que alguém sofra no processo. Giancarlo também disse que o piso do Bitcoin não poderia ser zero. Isso porque o valor do Bitcoin está “ligado a mineração “.

Não houve muita conversa sobre o regulamentação tributária . Clayton e Giancarlo também admitiram que não têm jurisdição sobre estados-nação, como a Venezuela , usando criptomoedas para evitar sanções.

Clayton mencionou que enquanto ETFs em Bitcoin atualmente não estão prontos, “haverá espaço no futuro”.

Por fim, o senador Warren perguntou a Clayton como eles podem tornar as ICOs mais seguras. Clayton respondeu que muitas ICOs estão, de fato, violando as leis existentes e que elas “devem prestar mais atenção” porque a SEC vai investigar essas violações ainda mais.

A melhor solução, segundo Giancarlo e Clayton, seria:

  • Educar as massas sobre Bitcoin e criptomoeda;

  • Use a jurisdição que eles têm sobre os mercados de futuros do Bitcoin para coletar dados e acompanhar os mercados para que ninguém fique muito machucado;

  • Use o grupo de trabalho para ir atrás de “golpistas” que estão atacando os investidores da “Main Street” em esquemas de pirâmide da ICO e criptomoeda sem valor.

Em resumo, a criptomoeda permitirá mais crescimento para os Estados Unidos da mesma forma que a internet fez. Os Estados Unidos devem ser um líder nesse aspecto e garantir que ninguém seja ferido no processo. Os cripto HODLers (conservadores) tanto concordam que a notícia foi muito otimista.

Fonte: Cointelegraph.com

Deixe uma resposta