bithumb coreia dex

Bithumb está lançando exchange descentralizada

A importante exchange da Coréia do Sul, Bithumb, anunciou seus planos para operar uma (DEX) nos próximos meses. Talvez a decisão tenha sido inspirada na atitude da maior exchange de cripto do mundo, Binance.

A DEX da Bithumb, pretende ter como alvo o mercado cripto global e será lançada sob uma subsidiária no exterior. A DEX está atualmente sendo desenvolvida com o auxílio da One Root Network (RNT), que no início de 2018 já implantou um intercâmbio descentralizado.

Uma fonte próxima disse que para expandir sua base de usuários internacionalmente, a exchange estabeleceu um plano de médio prazo para implantar totalmente uma DEX nos próximos meses. A fonte relatou:

“A Bithumb é uma das principais exchanges globais em termos de transações, mas é verdade que a maioria de seus usuários é coreana. A decisão mais recente parece ser a estratégia da empresa para competir com outras exchanges líderes no mercado global, abrindo uma  exchange descentralizada que recebe atenção no mercado global.”

Binance vs Bithumb

As exchanges centralizadas, incluindo a Bithumb e Binance, geram grandes margens de lucro a partir das taxas de negociação. Toda vez que um usuário inicia uma negociação, uma taxa deve ser paga à exchange para processar o pedido.

Em uma DEX, um prestador de serviços terceirizado ou mediador não pode existir, o que limita o envolvimento de uma parte central no processamento de negociações e ordens cripto.

Porém para incentivar desenvolvedores e operações financeiras, é possível codificar taxas de transações recorrentes em contratos inteligentes, de modo que cada negócio forneça à equipe de desenvolvimento da DEX um incentivo.

Em uma entrevista com Ran Neuner, da Crypto Trader, da CNBC, o CEO da Binance, Changpeng Zhao, declarou:

“Acredito que a exchange descentralizada é o futuro. Não sei quando esse futuro virá ainda. Acho que estamos em um estágio inicial para isso, então eu não sei se é um ano, dois, três ou cinco. Mas temos que estar prontos para isso “

É bastante evidente que com base na estratégia da Bithumb de proteger usuários internacionais lançando uma DEX, a sua principal concorrente será a Binance, que já possui domínio sobre o mercado.

A DEX da Bithumb poderia atrair investidores locais

Como já foi dito anteriormente pela comissária da SEC, Hester Peirce, investir no mercado de cripto por meio de plataformas de negociação de ativos digitais requer um know-how e conhecimento específicos sobre o mercado, que muitos investidores não possuem. Ela explicou:

“Essa complexidade significa que apenas um tipo muito específico de investidores podem buscar as oportunidades de diversificação que esses ativos podem proporcionar. Os empreendedores estão desenvolvendo novos produtos através dos quais as pessoas podem acessar criptomoedas indiretamente ou proteger suas posses. Os futuro do Bitcoin, por exemplo, começou a ser negociado recentemente.”

Como os usuários não têm fornecedores de serviços para confiar quando surgem problemas, investir através de uma DEX é ainda mais complexo do que investir através de uma exchange. Porém, para os usuários do Bithumb, o lançamento da DEX pode ser positivo, visto que a empresa possui um baixo histórico da empresa com violações de segurança e ataques de hackers.

 

Leia Também: E-book INÉDITO de Ethereum (ETH) da corretora FlowBTC

FlowBTC

Comprar e vender Bitcoin, Ether, Bitcoin Cash e Litecoin é na FlowBTC. A FlowBTC é a plataforma mais segura e rápida do Brasil, com 3 anos de existência, nunca saiu do ar e nem foi hackeada. Além disso, é a única corretora brasileira que faz parte da Enterprise Ethereum Alliance. Invista com especialistas, abra já sua conta em https://www.flowbtc.com.br/

Quer ficar por dentro de mais conteúdo? Siga o BrBitcoin nas redes sociais:
Comentários do Facebook

Deixe uma resposta