cryptojacking mineração malware

McAfee Labs anuncia que cryptojacking subiu 86% no segundo trimestre de 2018

No último trimestre de 2017, a popularidade dos ataques de malwares de mineração de criptomoedas aumentou e permaneceu assim até o primeiro semestre de 2018.
Já no segundo trimestre deste ano, segundo o McAfee Labs, o cryptojacking subiu para 86%, e seu maior alvo são computadores pessoais. Porém os “cryptojackers” também estão atacando dispositivos como smartphones e outros aparelhos com conexão à internet.

O principal cientista do McAfee Advanced Threat Research, Christian Beek, destacou o aumento do interesse por outras plataformas de ataque:

“Há alguns anos, não pensaríamos nos roteadores de internet, dispositivos de gravação de vídeo e outros aparelhos de IoT como plataformas para mineração de criptomoedas. Isso porque a velocidade da CPU era insuficiente para esse tipo de atividade. Hoje o enorme volume desses dispositivos online e a tendência deles a ter senhas fracas, torna essas plataformas muito atrativas para esse tipo de atividade.”

A empresa também notou que nos últimos meses, enquanto os malwares de mineração subiram, os ataques de ransomware desceram. Os ataques de ransomware, diminuíram 32% nos primeiros três meses deste ano, enquanto o malware de mineração cresceu incríveis 629%.
A Kaspersky Labs chegou a uma conclusão parecida, apontando também a queda dos ataques de ransomware de quase um terço e o aumento dos ataques de cryptojacking no mesmo período. No Blockchain Threat Report, o McAfee Labs assegurou que atualizações de software e patches são feitas devido a essas vulnerabilidades serem as mais comumente exploradas.

Mas poderia ser pior, o comunicado do McAfee Labs é semelhante ao do Malwarebytes Labs, que concluiu que o crescimento do ataque a mineração de cripto no segundo trimestre foi mais baixo que no primeiro trimestre de 2018. A empresa também relatou que embora os ataques ransomware em escala NotPetya e WannaCry ainda não tivessem sido igualados neste ano, isso ainda pode mudar próximo ao final do ano com os malwares Samsam e VPNFilter.

 

Leia Também: E-book INÉDITO de Ethereum (ETH) da corretora FlowBTC

FlowBTC

Comprar e vender Bitcoin, Ether, Bitcoin Cash e Litecoin é na FlowBTC. A FlowBTC é a plataforma mais segura e rápida do Brasil, com 3 anos de existência, nunca saiu do ar e nem foi hackeada. Além disso, é a única corretora brasileira que faz parte da Enterprise Ethereum Alliance. Invista com especialistas, abra já sua conta em https://www.flowbtc.com.br/

Quer ficar por dentro de mais conteúdo? Siga o BrBitcoin nas redes sociais:
Comentários do Facebook

Deixe uma resposta