criptomoedas 2018

Estudo aponta que o número de usuários de criptomoedas em 2018 cresceu

De acordo com um estudo publicado pelo Cambridge Center for Alternative Finance no dia 12 de dezembro, as criptomoedas ganharam 17 milhões de usuários verificados em 2018.

Os dados do estudo mostram que nos primeiros três trimestres de 2018 o número de usuários de criptomoedas verificados com ID subiu de 18 milhões para 35 milhões. Ou seja, quase o dobro.

Veja o gráfico da Cambridge Center for Alternative Finance:

Segundo uma análise realizada pela Bloomberg, esse crescimento da base de usuários mesmo enquanto o mercado cripto declina pode ​​sinalizar uma provável recuperação. A análise ainda observa que a maioria dos usuários ainda são especuladores e investidores de longo prazo.

A equipe de pesquisa de Cambridge também afirma que os dados indicam que a maioria dos usuários – tanto os já estabelecidos quanto os novos – são indivíduos e não clientes corporativos. O documento explica que esses indivíduos podem ser investidores de varejo, consumidores ou usuários que buscam um melhor investimento ou uma alternativa de pagamento.

Como a Cointelegraph informou na semana passada, apesar das péssimas condições de mercado, o Bitcoin Investment Trust da Grayscale registrou um número recorde de depósitos de Bitcoin (BTC) em 2018, levando suas ações da BTC para mais de 1% do total de todo o suprimento da moeda em circulação.

Recentemente também foi divulgado que as buscas pela palavra Bitcoin, atingiram o seu nível mais alto desde abril deste ano.

FlowBTC lista EOS e faz promoção de Natal dando bônus de até 12 EOS mais sorteio de 25 EOS
Leia também
FlowBTC

Comprar e vender BitcoinEthereumRipple, Bitcoin Cash, Litecoin e EOS é na FlowBTC! A plataforma mais segura e rápida do Brasil, com 3 anos de história, nunca saiu do ar e nem foi hackeada. É a única corretora brasileira que possui grandes investidores do mercado financeiro tradicional. Invista com especialistas, abra já sua conta.

Quer ficar por dentro de mais conteúdo? Siga o BrBitcoin nas redes sociais:

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta