petro venezuela

Petro: A polêmica criptomoeda da Venezuela já está à venda

Depois de meses de especulação sobre o status da popular criptomoeda venezuelana, o governo do país anunciou que o Petro já está disponível para venda.

Um tweet do dia 29 de outubro, do vice-presidente venezuelano da Economia, Tareck El Aissami, diz: “O Petro pode ser adquirido por pessoas jurídicas e naturais em seu portal na web”.

A falta de clareza persiste

É importante relembrar que a criptomoeda que foi anunciada pelo presidente do país, Nicolas Maduro, como a pílula mágica que acabaria com  a turbulência econômica da Venezuela, foi alvo de várias polêmicas até ser lançada.

Com base nas vastas reservas inexploradas de petróleo da Venezuela, a moeda digital foi comercializada pelas autoridades venezuelanas como um meio de contornar as sanções econômicas debilitantes dos EUA ao monetizar o principal produto de exportação do país para um vasto mercado global de investidores sem precisar do dólar americano.

Porém a algum tempo atrás, uma visita a áreas urbanas e remotas da Venezuela não mostrou nenhuma evidência de atividade econômica denominada em Petro. Tanto a maioria dos venezuelanos, quanto as pessoas de fora do país, estão confusos sobre o paradeiro da criptomoeda apoiada pelo estado.

Em outubro, na contínua ausência do Petro, os volumes de negociação de bitcoin no país atingiram níveis sem precedentes, pois ao se tornarem os mais prolíficos comerciantes de bitcoin do planeta em relação à sua população, os venezuelanos escapam dos piores efeitos da hiperinflação do país.

O governo do presidente do país, tentou de diversas maneiras incentivar o uso do Petro pelos moradores. Foi pedido aos bancos que usassem a criptomoeda e o país também começou a cobrar as taxas de passaportes em Petro.

O anúncio do lançamento do Petro foi uma pequena surpresa, já que ele estava previsto para o dia 5 de novembro. Se este último anúncio declarando que a criptomoeda está disponível para venda é exato, ainda vamos ver, assim como ainda veremos a adoção dos venezuelanos em relação ao Petro, já que a população do país atualmente está com um baixo nível de confiança em projetos e pronunciamentos do governo.

De acordo com o site oficial da Petro, citado no tweet, a moeda já está disponível e pode ser adquirida com bitcoin e litecoin. O explorador de blocos do Petro também afirmou ter 304 blocos com 41 conexões no momento da impressão.

No meio da controvérsia em torno da ICO, que o presidente Maduro afirma ter sido um sucesso, com até 5 bilhões de dólares arrecadados, resta ver como o mercado vai responder às notícias das autoridades venezuelanas.

 

Não perca mais nenhuma análise e notícia sobre o mundo cripto. Entre no nosso grupo do Telegram e fique por dentro dos principais acontecimentos do mercado.
FlowBTC

Comprar e vender Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash e Litecoin é na FlowBTC! A plataforma mais segura e rápida do Brasil, com 3 anos de história, nunca saiu do ar e nem foi hackeada. É a única corretora brasileira que faz parte da Enterprise Ethereum Alliance e possui grandes investidores do mercado financeiro tradicional. Invista com especialistas, abra já sua conta.

Quer ficar por dentro de mais conteúdo? Siga o BrBitcoin nas redes sociais:

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta