petro venezuela

Venezuela: Governo vai apresentar Petro à OPEP como unidade de conta

O governo venezuelano vai apresentar sua criptomoeda apoiada pelo petróleo, Petro, à Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) como uma unidade de conta para o petróleo.

De acordo com o Telesur, Manuel Quevedo, ministro do Petróleo do país e presidente da companhia estatal de petróleo e gás natural PDVSA, afirmou que as transações da Petro vão iniciar no primeiro semestre de 2019.

Enquanto falava na sede da Superintendência Nacional de Criptoativos e Atividades Relacionadas (Sunacrip), Quevedo declarou:

“Nós usaremos a Petro na OPEP como uma moeda sólida e confiável para comercializar nosso petróleo no mundo… Estamos indo para o crescimento e prosperidade econômica do nosso país dando uma mão ao futuro, já que o Petro é uma moeda que é apoiada por recursos minerais.”

O ministro do petróleo ainda frisou que a Petro é parte do plano de recuperação econômica do país e, sendo assim, todos os produtos à base de petróleo devem ser comercializados na criptomoeda. 

O governo da Venezuela tem impulsionado o uso da Petro. A criptomoeda apoiada pelo petróleo foi primeiramente posta à venda para os residentes do país no dia 31 de outubro. Atualmente pode ser comprada com criptomoedas como bitcoin e ethereum, mas não com a moeda fiduciária do país, o bolívar.

Apesar do empenho do governo venezuelano, a Petro tem sido criticada pela oposição no país e por várias outras organizações internacionais. A criptomoeda já foi alvo de muitas especulações e polêmicas.

Os venezuelanos têm recorrido as criptomoedas para sobreviver aos fracassos do governo do país. Tanto que graças a inflação, os volumes de negociação de bitcoin no país subiram para números recordes recentemente.

A corretora FlowBTC distribui até 55 Ripples por pessoa. Clique aqui e saiba como ganhar.
FlowBTC

Comprar e vender Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash e Litecoin é na FlowBTC! A plataforma mais segura e rápida do Brasil, com 3 anos de história, nunca saiu do ar e nem foi hackeada. É a única corretora brasileira que faz parte da Enterprise Ethereum Alliance e possui grandes investidores do mercado financeiro tradicional. Invista com especialistas, abra já sua conta.

Quer ficar por dentro de mais conteúdo? Siga o BrBitcoin nas redes sociais:

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta